Fotos e Histórias

Arquivo

  • 2016 (1)
  • 2015 (4)
  • 2014 (8)
  • 2013 (12)
  • 2012 (22)
  • 2011 (35)
  • 2010 (10)
  • 2009 (1)

recomeço

20131210-IMG_20131210_150038

Este ano estamos a sentir que está tudo a começar de novo, a longa paragem forçada fez com que tivéssemos muito tempo para reflectir e avaliar todo o que já fizemos, e depois de tanto tempo sentimos que estamos a começar tudo de novo.

À semelhança da horta, que se encontra em estado selvagem, também os nossos planos para este ano estão a passar por uma profunda revisão, de acordo com o projecto inicial este devia ser o ano em que a produção e comercialização deveriam estar consolidadas, e já poderíamos começar a pensar noutros voos, mas em vez disso estamos de volta aos lápis e aos papeis a tentar planear de modo a que não seja necessário voltar a interromper a produção.

Mas como dizem, ano novo vida nova, e estamos cheios de esperança que com as alterações que planeamos, a produção arranque em força, para não mais parar!!!

Feliz 2014 :)

Colheita do alho

Após muitos meses de espera finalmente chegou a altura de tirarmos os alhos da terra, e já chegámos um pouco atrasados. Estas culturas de ciclo mais longo acarretam sempre um maior risco, quanto mais tempo na terra maior a probabilidade de acontecer alguma coisa que não controlamos.

O alho, que tinha sido o nosso maior orgulho durante todo o seu desenvolvimento, acabou por não sair com o bom aspecto que esperávamos. Cresceu bem durante todo o tempo mas já no final apanhou “ferrugem” (Puccinia allii), um fungo alaranjado que acabou por cobrir toda a rama, e as chuvas recorrentes dos últimos dois meses não deixaram a terra secar, fazendo com que o contacto prolongado com a terra humida começasse a apodrecer a capa exterior das cabeças. Ficámos tristes é claro, mas para o ano já sabemos que têm de sair da terra assim que arrancarmos o espigo.

Neste momento está disposto como se pode ver na foto, dentro da estufa a secar e já vai bem avançado. O mais certo é aproveitar-mos os dentes de alho para vender já arranjados em pequenos sacos.

Há um ano atrás…

Fez por estes dias um ano que vimos pela primeira vez o terreno que viria a ser a nossa horta. Andávamos já à procura há um ano, já tínhamos passado por uma desilusão com outro terreno, e inúmeras voltas e tentativas sem conta de tentar encontrar proprietários de outros tantos terrenos. Encontrámos muitos sem água e muito mais ainda caros de mais, mesmo.

No final acabou por ser uma sequência de eventos que nos levou ao terreno, uma pessoa que nos pôs em contacto com outra, que por sua vez nos indicou mais uma, que conhecia outra que tinha um terreno livre. Mas isso foi só o inicio das peripécias. Um ano mais tarde, já certificámos um terreno, já o desmatámos (com ajuda de amigos e do tractor do sr. João – conhecermos o sr. João foi a maior ajuda que tivemos para trabalhar a terra), mandámos ligar a luz e verificar se a bomba de água funcionava, já temos uma estufa, instalámos a canalização da rega, aprofundámos as valas, vedámos uma parte do terreno para começar a horta, fizémos sementeiras, e plantámos feijão, várias couves, rabanetes, beterrabas, espinafres, acelgas, aipo, salsa, coentros, manjericão e rúcula.

Bem, passou um ano e já transformámos completamente o terreno que encontrámos, e vamos continuar :)

Rabanetes!

noveemeia_horta

e não só…

rabanetes_e_nao_so