Fotos e Histórias

Arquivo

  • 2016 (1)
  • 2015 (4)
  • 2014 (8)
  • 2013 (12)
  • 2012 (22)
  • 2011 (35)
  • 2010 (10)
  • 2009 (1)

Remodelações na horta

Foi a muito custo que o fizemos mas teve de ser… arrancámos as chicórias e as cenouras. Cenouras baby (porque as apanhámos claramente antes de tempo) e chicórias enchem-nos agora o frigorífico e fazem parte de todas ou quase todas as refeições. Foi necessário afastar o caixote da parede onde estava encostado, para evitar a acumulação de humidade e facilitar o acesso. A questão é que quase 300 litros de terra não são fáceis de mover e por isso tivemos de retirar metade da terra (e do conteúdo) e recorrer a cordas para mover o caixote. A boa notícia é que já temos um segundo caixote pronto a receber novas plantas! A segunda boa notícia é que encontrámos uma (uma!) minhoca no caixote, o que é sinal de que havia nele condições favoráveis à sua actividade “melhoradora” do solo. A má notícia é que as cenouras estavam CHEIAS de lagartinhas verdes. Duvido que estivessem só a tomar conta delas…

arrancar_cenouras

DSC_0311

DSC_0312

Bem, como disse no início, neste momento já temos dois caixotes de 1m x 1m. Na terra de um deles – o primeiro – ainda temos cebolinho e no lugar dos rabanetes plantámos entretanto tomateiros e manjericão. Ainda vamos pensar no que vamos colocar a seguir nestes caixotes (quase) vazios. Talvez rúcula. Feijão. Para tudo o resto a época da sementeira já passou, infelizmente. Beterrabas, courgettes, nabos – devia ter ido tudo para a terra até ao início de Julho.

Os 4 tomateiros do vaso estão ENORMES. Só lhes estamos a pôr água e já têm mais de meio metro de altura e folhas enormes, quase mutantes… mas já se vêm os botões das flores, por isso façam figas.

A courgette apanhou míldeo (ou oídeo?). Seja como for é um fungo que forma uma fina camada de “pó” branco nas folhas, que agora estão secas e amarelas. Seguindo a sugestão da Gayla Trail – a mais genial expert das hortas urbanas – pulverizámos as folhas novas (e ainda saudáveis) com leite diluído e esperamos que resulte. De qualquer forma, não resistimos e colhemos meia dúzia de flores, que  recheámos com pão, alho e manjericão da horta, e fritámos ao estilo de filetes para o almoço de domingo – uma maravilha! Das cenouras aproveitámos a rama, e vamos experimentá-la nas sopas.

cenouras
PS – Vamos esta semana visitar mais um terreno potencial… será desta?

minhocas

Quando se está no inicio as coisas parece que não andam, que demoram séculos a serem feitas, e as semanas passam a correr sem que pareça que algo foi feito. Na verdade não é bem assim, e temos as coisas mesmo mesmo prontas a arrancar.

Já andamos à procura de terra onde assentar o nosso modo de vida há algum tempo, e as coisas estão mais ou menos bem encaminhadas. Encontrámos um bom pedaço, entrámos em conversações com o proprietário, recolhemos informações junto de organismos de certificação e controlo, e também para acompanhamento técnico (sim, porque na verdade não sabemos nada disto), e até já recolhemos solo para amostras.

Não há melhor indicador para um bom solo do que a presença de organismos vivos a circular à vontade, fartámos-nos de encontrar minhocas, e com um aspecto bastante saudáveis.

minhoca