Fotos e Histórias

Arquivo

  • 2016 (1)
  • 2015 (4)
  • 2014 (8)
  • 2013 (12)
  • 2012 (22)
  • 2011 (35)
  • 2010 (10)
  • 2009 (1)

novos suportes

IMG_20130518_175507

Este ano optámos por uns suportes diferentes, mais resistentes e mais eficazes, pelo menos é essa a nossa intenção.

No ano passado estacámos todos os tomateiros com canas, e se ao início foi o suficiente, à medida que as plantas continuaram a crescer e a ficarem quase da nossa altura, verificámos que o seu peso partiu a maior parte das canas, e ao ficarem deitados no chão, os tomateiros foram crescendo uns em cima dos outros. Este sistema tornou bastante complicada a nossa movimentação nas linhas dos tomateiros durante as colheitas.

Como estamos sempre a aprender e tentar melhorar, este ano construimos uma espécie de “vinha” dentro da estufa. Não só deixámos mais espaço entre as linhas, como esperamos guiar os tomateiros ao longo dos arames suspensos nas estacas.

3 comments to novos suportes

  • Muito obrigada Filipa!

    Deixei mais do que um ramo nos tomates-cereja, mas nos outros estou a deixar menos e vou tentar ficar, então com 2 a 3 caules por planta.

    Os meu feijoeiros estão com muitas folhas e bem grandes. Acha que se aplica a teoria do arejamento?

    Por curiosidade, semeei lentilhas e feijão frade. O feijão frade nasceu muito mal e está miserável; as lentilhas também nasceram mal, mas estão com flor e com as vagenzinhas a aparecer. Como gostamos muito de lentilhas, quiz fazer a experiência, mas não me parece que vá correr bem!

  • Olá Telmo!

    Uma lavradeira daqui de perto disse-me que deveria cortar as folhas dos tomateiros segundo o princípio de que ” onde há rama não há fruto!”

    Já os estaquei e amarei e capei-os. Mas espero estar a fazer a coisa certa! É mesmo assim?! Os cherry já têm tomatinhos grandotes…. Os grandes (não sei o nome, mas aproveitei a sementes dos que comprei o ano passado para fazer doce…..eram enormes e saborosos!) estão bem mais atrasados, mas tb foram para a terra mais pequenos e mais tarde.

    Para os segurar resolvi usar a rede das favas. Assim, é só amarrá-los á rede (amarro uma ponta do fio, passo-a pela frente de 3 pés e volto a amarrar á rede. Ficam “prensados” contra a rede e seguros. Será fácil colhê-los.

    Quero fazer uma pergunta sobre feijoeiros. Os meus estão um bocadito bastos e têm imensa folha. Pode-se “aliviar” os feijoeiros ou faz com que produzam menos?

    Obrigada!

    • filipa

      Olá Ana,

      A lógica dos tomateiros que refere é a mesma que seguimos: à medida que eles crescem vamos cortando os “ramos ladrões” e deixamos só um caule principal, eventualmente com uma ou duas ramificações (especialmente no caso dos tomates-cereja que são mais “trepadores”). Também costumamos aliviá-los de uma boa parte das folhas para não pesarem tanto na estrutura nem sombrearem demasiado os frutos.

      Quanto ao feijão, nós até agora só produzimos uma variedade anã, que é altamente produtiva mesmo mantendo a folhagem (não a costumamos retirar). Segundo o “Manual de culturas hortícolas – Volume II” (de Domingos Almeida) a desfolha é normalmente recomendada na produção de feijão em estufa quando a planta atinge uma grande expansão vegetativa, como forma de facilitar o arejamento das próprias estufas, e supomos também diminuir a humidade excessiva resultante da evapo-transpiração. Não conhecemos o efeito sobre a produtividade das plantas.

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>