Fotos e Histórias

Arquivo

  • 2016 (1)
  • 2015 (4)
  • 2014 (8)
  • 2013 (12)
  • 2012 (22)
  • 2011 (35)
  • 2010 (10)
  • 2009 (1)

Polinização cruzada – Cucurbitaceas

courgette_flor_masculina_e_feminina

Abóboras, courgettes, melão, pepinos – são todas culturas da família das Cucurbitaceas. Estas plantas estão dependentes da polinização feita por abelhas para produzirem frutos viáveis, e visto que pertencem à mesma família é natural surgirem algumas dúvidas sobre a possibilidade de se cruzarem entre si. O ano passado plantámos estas variedades lado a lado, apenas uma linha de cada e se para as courgettes correu bem e elas produziram bastante, com as Musquée de Provence e as cabaça a produção foi muito baixa. Isso levou-nos a estudar um pouco mais estas culturas e a forma como elas se reproduzem.

Geralmente as Cucurbitaceas produzem flores masculinas e flores femininas em locais diferentes da mesma planta, sendo que as flores masculinas estão encarregues de produzir o pólen e as femininas produzem os frutos. A excepção são os melões cantaloupe que também produzimos o ano passado e que têm quase exclusivamente flores masculinas e algumas flores hermafroditas que não se podem auto-polinizar, tornando a polinização ainda mais complicada.

A proporção de flores masculinas para flores femininas é geralmente de 10:1, sendo muito superior em algumas variedades, e estas surgem cerca de 10 dias antes das flores femininas. As flores, tanto as masculinas como as femininas só costumam abrir por um dia e depois caem. As flores femininas que não forem polinizadas também caem, mas as que foram polinizadas e começarem a produzir frutos podem coexistir com outras flores femininas da mesma planta, permitindo polinizações simultâneas.

Quem não quiser estar dependente das abelhas pode facilitar a polinização com um cotonete, retirando o pólen das flores masculinas e passando-o para as flores femininas que estejam abertas nessa altura – apesar de trabalhoso assegura maiores produtividades e é uma experiência que vamos fazer este ano. Outra coisa que também já fizemos diferente foi colocar as plantas em blocos (formando quadrados ou rectângulos) da mesma variedade em vez de uma única longa linha, para facilitar o trabalho das abelhas.

Para que não haja dúvidas, a polinização cruzada só vai ocorrer entre cultivares do mesmo grupo (que no nosso caso foram/são):

Grupo Cucurbita pepo – courgettes e abóbora patisson
Grupo Cucurbita moschata – abóbora Musquée de Provence, abóbora cabaça
Grupo Cucumis sativus – pepino
Grupo Cucumis melo – melão cantaloupe

Este ano optámos por fazer um bloco com cerca de 120 abóboras Musquée de Provence, outro de courgette, mais um de pepinos e um outro de melão (não vamos produzir patissons nem cabaças para evitar cruzamentos).

pepinomusqueehokaido

 

 

 

 

 

 

 

Actualização a 02-08-2013: deixamos aqui um exemplo de cruzamento que ocorreu nas nossas plantas no ano passado e que já é visível em alguns dos frutos deste ano – chamamos-lhes “patigettes”, um cruzamento que ocorreu dentro do Grupo Cucurbita pepo entre as courgettes e as patisson brancas. As sementes deste fruto não deverão ser viáveis, ou podem ser para o ano mas não mais que isso. IMG1283