Fotos e Histórias

Arquivo

  • 2016 (1)
  • 2015 (4)
  • 2014 (8)
  • 2013 (12)
  • 2012 (22)
  • 2011 (35)
  • 2010 (10)
  • 2009 (1)

Lá vai alho.

No final do verão, comprámos cerca de 10Kg de alho seco a outro produtor biológico, com o intuito de servir de “semente” para começarmos a produzir o nosso próprio alho. Durante todo este tempo mantivémos o alho guardado num local seco para que não começasse a germinar, mas as coisas parece que têm um relógio e mesmo assim por esta altura já começavam a surgir rebentos por todo o lado. O sinal estava dado e era altura de o semear.

Como o alho é uma cultura que demora muito a ficar pronta, escolhemos um sítio sossegado na horta para ele ficar, um sítio que não dificulte os trabalhos que sejam precisos fazer para as outras culturas. Ficou entre a estufa e a bordadura de silvas que cerca o terreno, assim fica protegido dos ventos e tem drenagem dos dois lados. Fizemos dois camalhões com cerca de um metro de lado e trinta de comprimento, e em cada um plantámos três linhas de alho. Se tudo correr bem lá para o verão do ano que vem vamos ter alho com fartura.

dica: os melhores dentes de alho para semear são os de fora das cabeças.

Há um ano atrás…

Fez por estes dias um ano que vimos pela primeira vez o terreno que viria a ser a nossa horta. Andávamos já à procura há um ano, já tínhamos passado por uma desilusão com outro terreno, e inúmeras voltas e tentativas sem conta de tentar encontrar proprietários de outros tantos terrenos. Encontrámos muitos sem água e muito mais ainda caros de mais, mesmo.

No final acabou por ser uma sequência de eventos que nos levou ao terreno, uma pessoa que nos pôs em contacto com outra, que por sua vez nos indicou mais uma, que conhecia outra que tinha um terreno livre. Mas isso foi só o inicio das peripécias. Um ano mais tarde, já certificámos um terreno, já o desmatámos (com ajuda de amigos e do tractor do sr. João – conhecermos o sr. João foi a maior ajuda que tivemos para trabalhar a terra), mandámos ligar a luz e verificar se a bomba de água funcionava, já temos uma estufa, instalámos a canalização da rega, aprofundámos as valas, vedámos uma parte do terreno para começar a horta, fizémos sementeiras, e plantámos feijão, várias couves, rabanetes, beterrabas, espinafres, acelgas, aipo, salsa, coentros, manjericão e rúcula.

Bem, passou um ano e já transformámos completamente o terreno que encontrámos, e vamos continuar :)